Hint Book #111 *Joyland

30.5.16


Olá, olá pessoal!!
Todos bem?!
Minhas férias estão acabando :( ... rsrsrs os últimos 30 dias passaram tão rápido que queria voltar lá no começo do mês e poder repetir a viagem, o cruise com os meninos (BSB - dêem uma olhada nas fotos nas redes sociais do blog hehe), descansar mais um pouco rsrsrs. Mas como não tem como adiar o retorno, não é mesmo?, que tal começar a semana com a resenha de um livro bem bacana?! 

Ficha Técnica
Autor: Stephen King
Lançamento: Julho/2015
Páginas: 240
Gênero: Suspense
ISBN: 9788581052984
Preço Sugerido: R$29,90
Skoob.
Goodreads.
Leia um Trecho.
Compare e Compre: Buscapé.

Sinopse: Carolina do Norte, 1973. O universitário Devin Jones começa um trabalho temporário no parque Joyland, esperando esquecer a namorada que partiu seu coração. Mas é outra garota que acaba mudando seu mundo para sempre: a vítima de um serial killer. Linda Grey foi morta no parque há anos, e diz a lenda que seu espírito ainda assombra o trem fantasma. Não demora para que Devin embarque em sua própria investigação, tentando juntar as pontas soltas do caso. O assassino ainda está à solta, mas o espírito de Linda precisa ser libertado — e para isso Dev conta com a ajuda de Mike, um menino com um dom especial e uma doença séria. O destino de uma criança e a realidade sombria da vida vêm à tona neste eletrizante mistério sobre amar e perder, sobre crescer e envelhecer — e sobre aqueles que sequer tiveram a chance de passar por essas experiências porque a morte lhes chegou cedo demais.


Opinião: Narrado em primeira pessoa, temos Devin nos contando/relembrando sua experiência trabalhando no parque Joyland durante 1 ano, para ajudar nas despesas com a faculdade e esquecer sua (ex) namorada, Wendy. Nesse parque ele teve várias experiências, conheceu muita gente, ajudou pessoas e ouviu histórias. Dentre elas, a de Linda Gray, o fantasma de uma garota assassinada em um dos brinquedos, o que o deixou com muita vontade de ser um dos "sortudos" a ver o fantasma.

Na narração ele conta sobre seu dia-a-dia em Joyland e as pessoas que conhecia, em particular, Mike e sua mãe, Annie. Os dois moram numa das casas na beira da praia, e Devin sempre os via sentados na orla, e com o tempo foi os conhecendo mais e descobrindo que eles tinham muito a acrescentar em sua vida.

Eu esperava um pouco mais de suspense nesse livro, muito mais terror ... para minha primeira leitura do Stephen, achei bem light. Gostei da maneira como ele escreveu, mas a proposta do enredo, só foi mais abordada no início e no final do livro. Não foi uma narração previsível, o desenvolvimento foi bom, nem muito detalhado, porém também nem sem detalhes nenhum.

Não considero uma leitura chata, mas pela sinopse e capa, esperava um pouco mais de tensão. A forma como Stephen abordou a curiosidade sobre o assassino foi legal, mas poderia ter sido um pouco mais aprofundada. Acho que nesse livro ele quis trazer um lado mais cuidadoso, mais afetivo, por isso o foco mais na relação de Devin com Mike e Annie e no seu desenvolvimento pessoal durante seu estágio no parque.

Gostei bastante da capa, me chamou muito a atenção pelas cores e desenho e também a linguagem criada para a atmosfera do parque foram bem interessantes.

Já leram Joyland?
Deixem seus comentários!!!


Até a próxima!!
Beijos!!




LEIA TAMBÉM

0 comentários

>> Bem Vindos! Obrigada Pela Visita! Deixe Seu Recado Que Com Certeza É Muito Importante Para Mim! Volte Sempre!