1° Mostra Internacional de Teatro de São Paulo

19.2.14


Olá, olá pessoal!!!
Como estão todos??!!

Acontece de 8 a 16/Março de 2014 em São Paulo a 1° Mostra Internacional de Teatro, com organização de Antonio Araujo, diretor do Teatro da Vertigem, e de Guilherme Marques, diretor geral do CIT-Ecum. Serão apresentados 11 espetáculos com entrada gratuita, 3 eixos pedagógicos de formação, pensados e coordenados por Ruy Cortez, Silvia Fernandes e Fernando Mencarelli: Olhares Críticos, Fórum de Encontros e Intercâmbio Artístico e um workshop (A Criação Cênica a partir de Elementos Sonoros) de quatro dias com o diretor artístico e cofundador da companhia Complicite, Simon McBurney, junto com o designer sonoro Gareth Fryle, também integrante do grupo. Confira a programação dos espetáculos da Mostra.



Espetáculo: Sobre o Conceito de Rosto no Filho de Deus
Companhia: Socìetas Raffaello Sanzio
Concepção e Direção: Romeo Castellucci
País: Itália
Datas: 08/Março (Sábado) às 21h
           09/Março (Domingo) às 19h
Local: Auditório Ibirapuera
Duração: 60 min
Recomendação: Livre
Sinopse: Com um cenário que apresenta uma enorme imagem da face de Cristo, criada pelo pintor italiano Antonello da Messina (1430-1479), “Sobre o conceito de rosto no filho de Deus” desdobra-se em três cenas independentes. Na primeira, um filho cuida do pai que sofre de incontinência fecal; na segunda, crianças interagem com a figura de Cristo; já na última, a imensa imagem do filho de Deus se transforma. Criado pelo diretor italiano Romeo Castellucci, o espetáculo integra um ciclo de pesquisas cênicas dedicadas ao rosto humano.

Espetáculo: Cineastas
Companhia: Marea
Autor e Diretor: Mariano Pensotti
País: Argentina
Datas: 14/Março (Sexta) às 21h
           15 e 16/Março (Sábado e Domingo) às 20h
Local: Auditório Ibirapuera
Duração: 105 min
Recomendação: 14 anos
Sinopse: Um diretor de filmes comerciais descobre que tem uma doença incurável e modifica a comédia que está realizando para incluir acontecimentos de sua vida pessoal. Uma diretora experimental se separa do marido enquanto realiza um documentário sobre a separação da União Soviética. Uma diretora independente, filha de um desaparecido, recebe o encargo de fazer um filme sobre um desaparecido que surpreendentemente retorna vivo em 2013 e desequilibra a vida burguesa dos seus filhos. Um cineasta muito pobre que trabalha no McDonald’s para viver rouba dinheiro para rodar um filme que pretende ridicularizar as multinacionais e seu imaginário. De maneira simultânea, o espetáculo representa, por um lado, as vidas pessoais dos cineastas e, por outro, os filmes que realizam. O espaço cênico da montagem apresenta dois cenários simultâneos, um para as vidas e outro para as ficções, permitindo contrastar esses dois planos que se narram ao mesmo tempo.

Espetáculo: Gólgota Picnic
Companhia: La Carnicería
Criação: Rodrigo García
País: Espanha
Datas: 13 e 14/Março (Quinta e Sexta) às 21
           15/Março (Sábado) às 20h
Local: Sesc Vila Mariana
Duração: 140 min
Recomendação: 18 anos
Sinopse: O espetáculo revisita o calvário de Jesus Cristo sob uma perspectiva crítica aos valores de adoração e mercantilização da fé. Para isso, propõe uma catarse no palco: um piquenique no Gólgota, local de suplício, que inclui a “crucificação” de uma atriz, além de um cenário composto por cerca de 25 mil pães de hambúrguer, sobre os quais os atores pisam ao se deslocar, moem carne e se relacionam de forma agressiva e sensual.

Espetáculo: Hamlet
Companhia: OKT
Direção: Oskaras Koršunovas
País: Lituânia
Datas: 14 e 15/Março (Sexta e Sábado) às 20h30
           16/Março (Domingo) às 19h30
Local: Centro Cultural São Paulo (CCSP) - Sala Jardel Filho
Duração: 195 min (com intervalo)
Recomendação: 14 anos
Sinopse: Na versão do diretor lituano Oskaras Koršunovas, o clássico texto de Shakespeare é transposto para o espaço de um camarim, com seus espelhos de maquiagem que, pouco a pouco, se transformam no reino da Dinamarca. Reflexões sobre a vida e o teatro aparecem nas entrelinhas da encenação, que investiga o jogo de representação sobre o “ser ou não ser” do teatro. A cenografia de espelhos também direciona essas questões ao espectador, ao colocá-los refletidos em cena.

Espetáculos: Nós Somos Semelhantes a esses sapos... + Ali
Companhia: MPTA – Les Mains, les Pieds et la Tête Aussi
Concepção: Ali e Hedi Thabet (Nós Somos Semelhantes a esses sapos...)
Criação e Atuação: Mathurin Bolze e Hedi Thabet (Ali)
País: França
Datas: 09/Março (Domingo) às 19h30
           10/Março (Segunda) às 19h
           11/Março (Terça) às 21h
Local: Centro Cultural São Paulo (CCSP) - Sala Jardel Filho
Duração: 75 min (com intervalo)
Recomendação: 14 anos
Sinopse Nós somos semelhantes a esses sapos…: Uma mulher e dois homens evocam o simbolismo do casamento com se estivessem experimentando diversas roupas. Uma gramática de movimentos surpreendentes é construída em cena, especialmente pelo performer Hedi Thabet, que perdeu uma das pernas em decorrência de um câncer nos ossos. Uma orquestra está diante deles: dois cantores gregos e tunisianos vêm e vão entre repertório clássico grego do chamado rembétiko e a música popular tunisiana do Cheik e do Afrit.
Sinopse Ali: Um ato longo ou uma peça curta, significa dizer coisas sem palavras a respeito de nossos encontros, nos quais um se torna dois, dois tornam-se um e separam-se, duplos um do outro, projeção de um sobre o outro, um terceiro tipo de encontro.

Espetáculo: Ubu e a Comissão da Verdade
Companhia: Handspring Puppet Company
Produção: Handspring Puppet Company
Direção: William Kentridge
Texto: Jane Taylor
País: África do Sul
Datas: 15/Março (Sábado) às 16h
           16/Março (Domingo) às 17h
Local: Teatro João Caetano
Duração: 90 min
Recomendação: 14 anos
Sinopse: “Ubu e a Comissão da Verdade” une bonecos, atores, música, cenas de documentário e animação. O espetáculo é baseado em interrogatórios da Comissão de Verdade e Reconciliação da África do Sul e na peça “Ubu Rei”, criada em 1888 pelo dramaturgo francês Alfred Jarry. Nessa produção, Ubu é um policial para quem tortura, assassinato, sexo e comida são variações de um singular apetite grosseiro.

Espetáculo: Eu Não Sou Bonita
Companhia: Atra Bílis Teatro
Direção e Atuação: Angélica Liddell
País: Espanha
Datas: 13/Março (Quinta) às 21h
           15/Março (Sábado) às 23h
           16/Março (Domingo) às 20h
Local: Teatro Cacilda Becker
Duração: 70 min
Recomendação: 18 anos
Sinopse: Criada a partir de uma experiência de abuso sexual sofrido por Angélica Liddell, a performance “Eu não sou bonita” apresenta uma crítica à sociedade patriarcal e ao papéis que ela impõe às mulheres desde o nascimento. Em diálogo com a estética gótica da encenação, que inclui um cavalo branco vivo em cena, a performer executa breves e intensos atos, através dos quais busca exorcizar a dor e elaborar de forma poética a violência social.

Espetáculo: Anti-Prometeu
Companhia: Studio Oyunculari
Texto e Direção: Sahika Tekand
País: Turquia
Datas: 12, 13 e 14/Março (Quarta, Quinta e Sexta) às 21h
Local: Sesc Santana
Duração: 60 min
Recomendação: 14 anos
Sinopse: O espetáculo discute a tragédia do homem contemporâneo preso em seu pequeno mundo pessoal, alguém que abandonou a capacidade de interferir no mundo. A obra cria oposição ao mito de Prometeu, conhecido por sacrificar-se para dar à humanidade o poder do fogo.  Com uso de cadeiras e espaços criados pela iluminação, “Anti-Prometeu” é construído como um jogo performativo, cujas regras desafiam atores e público. De inspiração beckettiana, a montagem explora a fragmentação para criar uma polifonia cênica de caráter plástico e abstrato, colocando em embate texto, luz, som e movimento.

Espetáculo: De Repente Fica Tudo Preto de Gente
Companhia: Demolition Inc.
Criação: Marcelo Evelin
Países: Brasil/Holanda
Datas: 11, 12 e 13/Março (Terça, Quarta e Quinta) às 19h
Local: Espaço Ademar Guerra (CCSP)
Duração: 55 min
Recomendação: 18 anos
Sinopse: O espetáculo investiga o conceito de massa a partir do livro de Elias Canetti “Massa e Poder” (1960), que a descreve como fenômeno enigmático e universal. O espectador divide o espaço com o intérprete, um buraco negro, horizonte de eventos para a massa que busca o ponto mais negro, o pretume, lá onde se está tão próximo do outro quanto de si mesmo. A criação de Marcelo Evelin foi feita para cinco jovens performers de diferentes partes do mundo: Teresina, Kyoto, São Paulo, Ipatinga, Amsterdam.

Espetáculo: Bem-Vindo a Casa
Companhia: Pequeño Teatro de Morondanga
Texto: Pequeño Teatro de Morondanga
Direção: Roberto Suárez
País: Uruguai
Datas: Episódio 1: 09, 11 e 12/Março (Domingo, Terça e Quarta) às 21h
                             10/Março (Segunda) às 22h
                             13/Março (Quinta) às 18h35
            Episódio 2: 10/Março (Segunda) às 21h35
                             11 e 12/Março (Terça e Quarta) às 20h35
                             13/Março (Quinta) às 19h
Local: TUSP – Teatro da USP
Duração: Episódio 1 – 65 min / Episódio 2 – 105 min
Recomendação: 14 anos
Sinopse: Dividido em dois episódios, o espetáculo é uma tragicomédia de humor negro que gira em torno do destino do incrível homem elefante. Em um difuso jogo entre realidade e ficção, os atores agem quase sempre como se estivessem num estado-limite. A obra é exposta ao olhar do espectador como um vitral, onde todos são julgados por suas características: a exposição da miséria, a inveja, aquilo de que não se fala. Tudo demarcado por uma história delirante, que ri de sua própria condição e convida o público a fazer o mesmo.

Espetáculo: Escola
Autor e Diretor: Guillermo Calderón   
País: Chile
Datas: 14/Março (Sexta) às 18h e 21h
           15/Março (Sábado) às 19h
Local: Itaú Cultural
Duração: 90 min
Recomendação: 14 anos
Sinopse: Durante os anos 80, um grupo de militantes de esquerda recebe treinamento paramilitar para resistir e derrubar a Ditadura Militar no Chile. Os conteúdos que são ensinados traçam um retrato da atividade e das aspirações de uma geração que fez tudo o que estava ao seu alcance para conquistar justiça e liberdade. O espetáculo, ainda que localizado num determinado período histórico chileno, ecoa os recentes atos públicos de resistência política e o espírito das manifestações que vêm tomando as ruas em diferentes países.


ENDEREÇOS
Auditório Ibirapuera: Av. Pedro Álvares Cabral, s/n  – Ibirapuera (Telefone: 11 3629-1075)
Centro Cultural São Paulo (CCSP): Rua Vergueiro, 1000 – Liberdade (Telefone: 11 3397-4002)
Itaú Cultural: Av. Paulista, 149 – Bela Vista (Telefone: 11 2168-1777)
Sesc Vila Mariana: Rua Pelotas, 141 – Vila Mariana (Telefone: 11 5080-3000)
Sesc Santana: Av. Luiz Dumont Villares, 579 – Jd São Paulo (Telefone: 11 2971-8700)
Teatro Cacilda Becker: Rua Tito, 295 – Lapa (Telefone: 11 3864-4513)
Teatro João Caetano: Rua Borges Lagoa, 650 – Vila Clementino (Telefone: 11 5549-1744)
TUSP – Teatro da USP: Rua Maria Antonia, 294 – Consolação (Telefone: 11 3123-5233)


Todos os espetáculos serão apresentados com legenda e com entrada gratuita e os ingressos serão distribuídos 1h antes de cada sessão, na bilheteria respectiva. Cada pessoa poderá retirar até dois ingressos. Quem quiser participar das atividades especiais, pode se inscrever pelo Site da Mostra até 21/Fevereiro.

Confiram as redes sociais da Mostra: Twitter, Facebook, Google Plus, Flickr e Pinterest. Veja também o canal no Youtube e assista trechos dos espetáculos que fazem parte da MIT.


Até a Próxima!!!
Beijos!!!




LEIA TAMBÉM

0 comentários

Bem Vindos! Obrigada Pela Visita! Deixe Seu Recado Que Com Certeza É Muito Importante Para Mim! Volte Sempre!