Hint Book #70 *Cidade de Vidro

2.10.13


Olá, olá pessoal ...
Boa noite a todos!!!
Apesar de já ser um pouco tarde, consegui fazer a resenha de Cidade de Vidro hoje, sendo assim, resolvi postá-la hoje mesmo!!! O 3° livro da série Instrumentos Mortais que já tem, com certeza, milhares de fãs pelo mundo todo, e vem sendo uma série que estou gostando de ler. Pena que ainda não tenho os outros dois já lançados, então demorarei um pouco para trazer a resenha para vocês ... mas enquanto isso ...

Ficha Técnica
Título Original: City of Glass
3° Livro da Série: Os Instrumentos Mortais (The Mortal Instruments)
Autora: Cassandra Clare
Editora: Galera Record
Páginas: 476
Gênero: Ficção
ISBN: 9788501087164

Sinopse: Clary está à procura de uma poção para salvar a vida de sua mãe. Para isso, ela deve viajar até a Cidade de Vidro, lar ancestral dos Caçadores de Sombras, criando um portal sozinha. Só mais uma prova de que seus poderes estão mais sofisticados a cada dia. Para Clary, o perigo que isso representa é tão ou menos assustador quanto o fato de que Jace não a quer por perto. Mas nem o fora de Jace nem estar quebrando as regras irão afastá-la de seu objetivo: encontrar Ragnor Fell, o feiticeiro que pode ajudá-la a curar a mãe.


Opinião: Cidade de Vidro é o terceiro livro da Série Instrumentos Mortais e até agora é o que me deixou mais agoniada e “nervosa” com a leitura. Nessa parte da saga Clary descobre como curar sua mãe, e resolve ir atrás de ajuda em Idris, onde deve procurar pelo Livro Branco, o mais poderoso livro dos feiticeiros. Jace está disposto a não deixar Clary conseguir alcançar seu objetivo, mesmo sabendo da situação de sua mãe, e irá contar com a ajuda (a contra gosto) de Simon. Na maior parte do livro os dois personagens (Jace e Clary) são muito egoístas, ele só pensa em se afastar dela por não conseguir controlar seus sentimentos, pouco importando-se com os sentimentos dela e de sua família. Já Clary está tão cega em querer ajudar sua mãe que irá fazer qualquer coisa, mesmo que impensadamente, para tirá-la do coma induzido.

Me senti muito revoltada com os dois durante suas “discussões” sobre as próprias vontades, sentimentos e atitudes. Jace consegue magoar muito Clary, o que a deixa meio inútil no mundo como também a dá forças para continuar seu plano sem a ajuda dele. A autora conseguiu dar um clima de suspense e bem dramático nessa sequência. Na maioria do tempo, desde que Jace descobriu que Valentim é seu pai, eu comecei a achar que ele estava trocando de lado, mentindo para Clary e os Lightwood, que de alguma forma ele sabia dos planos do pai e estava contribuindo para seu sucesso.

Posso dizer que as lutas descritas em Cidade de Vidro são intensas e talvez um pouco inesperadas. Há um novo personagem que com certeza irá trazer muitas mudanças durante a narração, Sebastian (primo dos Penhallows), um rapaz que traz uma certa lembrança a Clary, e que aparentemente tem boas intenções, até demais. E também dois personagens que tem mais destaques durante essa sequência, Luke e Simon, que farão o máximo que puderem para ajudar Alicante e os Caçadores de Sombras mesmo sendo “contra as leis da Clave”.

A ação mesmo começa praticamente nos últimos capítulos do livro, quando há uma batalha rápida, porém decisiva em vários pontos. Algumas coisas são reveladas, algumas já previsíveis, outras nem tanto. Com certeza te faz querer ler o próximo livro para saber o que vai acontecer a seguir. Não fosse o final inesperado, ou talvez, muito esperado, eu teria achado esse livro meio parado e chato, pois a maior parte do tempo foca em Jace e Clary e suas guerras internas por não poderem ficar juntos e o modo egoísta e cruel como ele a trata e a maneira impensada e impulsiva como ela resolve agir em relação à Jace e sua mãe, esquecendo-se do resto.

Alguns outros focos são abordados como a presença de Simon em Alicante, a vontade de Luke tentar ajudar a Clave fazendo com que “ela” aceite a união com os seres do Submundo, a própria aparição de Sebastian torna as coisas um pouco atordoante. E aos poucos as revelações vão desenrolando a trama mas não sem deixar muito assunto para ser abordado no próximo livro.

Ainda não consigo decifrar meus sentimentos pelo terceiro livro. Em certos aspectos me senti um pouco frustrada, em outros revoltada com as atitudes de certos personagens, mas não posso negar que sim, estou curiosa para saber como a continuação segue seu rumo. Mas acho que isso faz parte de praticamente todos os nossos sentimentos em relações às séries, né?! Hehehe Ah! ... Nas partes finais do livro me afeiçoei mais por Alec e Magnus!!! Apesar de que eles dois juntamente com Isabelle pareceram mais infantis em relação às suas atitudes do que nos outros dois livros, vamos ver como estarão nos próximos!


Série "Instrumentos Mortais"
:: Cidade dos Ossos (City of Bones)
:: Cidade das Cinzas (City of Ashes)
:: Cidade de Vidro (City of Glass)
:: Cidade dos Anjos Caídos (City of Fallen Angels)
:: Cidade das Almas Perdidas (City of Lost Souls)
:: City of Heavenly Fire (Previsão Setembro de 2014 nos EUA)


E então, o que acharam?!!
Já leram algum livro da série?! Pretendem ler?! Não gostaram do que leram? Amaram?!!
Deixem suas opiniões :)

Até a próxima!
Beijos!!!




LEIA TAMBÉM

0 comentários

Bem Vindos! Obrigada Pela Visita! Deixe Seu Recado Que Com Certeza É Muito Importante Para Mim! Volte Sempre!