Oscar - Parte 3

27.2.12

Veja os indicados ao Oscar que estão em cartaz nos cinemas brasileiros.Quatorze filmes que disputara, prêmios no evento podem ser vistos no Brasil.


"CAVALO DE GUERRA"
Direção:
Steven Spielberg
Elenco: Jeremy Irvine, Peter Mullan, Emily Watson
Indicado ao Oscar 2012 nas categorias: filme, trilha sonora original, direção de arte, edição de som e fotografia

Sinopse: Baseados no bestseller de 1982 do inglês Michael Morpurgo, os roteiristas Lee Hall ("Billy Elliott") e Richard Curtis ("Quatro casamentos e um funeral") recriam para a tela uma história que, na essência, resume-se à irrompível ligação entre um jovem, Albert (o novato inglês Jeremy Irvine), e seu cavalo, Joey.
Albert é o filho único de um casal de agricultores, Ted (Peter Mullan) e Rosie (Emily Watson), que arrendou uma pequena propriedade do rico Lyons (David Thewlis) nos arredores de Devon, Inglaterra. Para pagar o dono e poder arar a propriedade, a família precisa de um cavalo. Contra toda a lógica e para afrontar seu esnobe arrendatário, Ted acaba comprando um cavalo lindo, mais apropriado à montaria do que à lide agrícola.

"O ARTISTA"



Direção:
Michel Hazanavicius
Elenco: Jean Dujardin, Bérénice Bejo, John Goodman
Indicado aos Oscar 2012 nas categorias: filme, diretor, ator, atriz coadjuvante, roteiro original, trilha sonora original, direção de arte, figurino e fotografia

Sinopse: "O artista", de Michel Hazanavicius homenageia o antigo cinema norte-americano, em torno do estúdio Kinograph. Mudo 99% do tempo, com bela fotografia em P&B, narra a ascensão e queda de um astro do cinema mudo, George Valentin (o habituê dos filmes de espionagem cômica do diretor, Jean Dujardin), que corre em paralelo à consagração de uma nova estrela do novo cinema falado, Peppy Miller (Bérénice Bejo).

Apesar de o encontro entre George e Peppy marcar o nascimento de um romance, nem tudo é alegria. George, afinal, ainda é casado com Doris (Penelope Ann Miller), embora suas relações estejam mais azedas do que nunca. Profissionalmente, a estrada do astro também encontra seus primeiros obstáculos - é 1927, o cinema sonoro bate à porta e o chefão do estúdio, Al Zimmer (John Goodman), pressiona George para adaptar-se rapidamente aos novos tempos.

"O HOMEM QUE MUDOU O JOGO"



Direção:
Bennett Miller
Elenco: Brad Pitt, Jonah Hill, Philip Seymour Hoffman
Indicado aos Oscar 2012 nas categorias: filme, ator, ator coadjuvante e roteiro adaptado

Sinopse: O beisebol não é um esporte muito popular no Brasil, ao contrário dos Estados Unidos, onde os campeonatos são uma verdadeira febre nacional e a rivalidade entre as equipes é tema inesgotável para o cinema. Mesmo assim, não é necessário saber o que é um "home run" para encarar uma sessão de "O homem que mudou o jogo", de Bennett Miller (de "Capote"), com Brad Pitt.

O homem que mudou o jogo (Foto: Divulgação)Inspirado em um personagem real, Brad Pitt é Billy Beane, gerente de um time de beisebol dos Estados Unidos que, a cada temporada, tem a responsabilidade de fazer as contratações de jogadores para a equipe. É ele quem monta o time que será escalado pelo treinador. Qualquer escolha errada implica adiar por mais um ano a conquista do campeonato e recomeçar tudo de novo.

"OS DESCENDENTES"



Direção:
Alexander Payne
Elenco: George Clooney, Shailene Woodley, Amara Miller
Indicado aos Oscar 2012 nas categorias: filme, diretor, ator, roteiro adaptado
Sinopse: Guiado pela mão do diretor e roteirista Alexander Payne, em "Os descendentes" George Clooney assume o papel de Matt King, um marido e pai fragilizado.
Rico por herança e pelo trabalho de advocacia, Matt notabilizou-se por uma vida econômica nos gastos e afetos - aspectos de que se ressentem sua mulher, Elizabeth (Patricia Hastie), e as duas filhas, Alexandra (Shailene Woodley) e Scottie (Amara Miller). Toda a ilusão de controle, porém, cede instantaneamente no momento em que Elizabeth entra em coma depois de um acidente de barco e Matt tem de começar a construir um relacionamento com as filhas.

"HISTÓRIAS CRUZADAS"



Direção: Tate Taylor
Elenco: Emma Stone, Viola Davis, Bryce Dallas Howard
Indicado aos Oscar 2012 nas categorias: filme, atriz, atriz coadjuvante

Cena de 'Histórias cruzadas' (Foto: Divulgação)Sinopse: A luta pelos direitos civis dos negros dos anos 1960 nos EUA ganha um viés intimista e predominantemente feminino em "Histórias cruzadas", drama do diretor Tate Taylor que adapta o best-seller "A resposta", de Kathryn Stockett.

Emma Stone ("Amor a toda prova") interpreta a jovem Skeeter Phelan, que volta para casa, em Jackson, Mississippi, depois de cursar a universidade. Disposta a reverter a tradição sulista que destina às mulheres não mais do que o casamento e uma porção de filhos, Skeeter quer tornar-se jornalista. No jornal local, porém, não encontra mais o que fazer do que uma coluna de dicas sobre limpeza doméstica.

"A INVENÇÃO DE HUGO CABRET"

Direção: Martin Scorsese
Elenco: Ben Kingsley, Sacha Baron Cohen, Asa Butterfield
Indicado aos Oscar 2012 nas categorias: filme, diretor, roteiro adaptado, direção de arte, trilha sonora original, figurino, fotografia, edição e edição de som

Sinopse: Conta-se que quando os irmãos Lumière mostraram pela primeira vez, em 1895, seu filme de 50 segundos "A chegada do trem na estação", o público temeu que o trem saísse da tela e o atropelasse. Em "A invenção de Hugo Cabret", de Martin Scorsese, essa cena é recriada. É improvável que, nos dias de hoje, alguém se assuste com ela. Mas há outra no longa que pode causar algum susto, quando um trem descarrilado parece realmente avançar para fora da tela. Um susto causado especialmente pela qualidade do 3D e pela incrível capacidade de sedução do longa.

A vida de Hugo é pautada por máquinas e mecanismos. A única lembrança que o garoto guarda do pai é um boneco autômato, que foi salvo do esquecimento no porão de um museu em que ele trabalhava, antes de morrer no incêndio que destruiu o local. O menino tem certeza de que o boneco é capaz de escrever algo, uma mensagem deixada por seu pai. Mas, para tanto, precisa terminar o seu conserto. Faltam-lhe peças, e essas são supridas por meio de pequenos furtos da loja de brinquedos dentro da estação, de propriedade de um velho ranzinza, conhecido como Papa Georges (Ben Kingsley).

"O ESPIÃO QUE SABIA DEMAIS"

Gary Oldman em cena do filme 'O espião que sabia demais' (Foto: Divulgação)

Direção:
Tomas Alfredson
Elenco: Mark Strong, John Hurt, Gary Oldman, Colin Firth
Indicado aos Oscar 2012 nas categorias: ator, roteiro adaptado, trilha sonora original

Sinopse: O roteiro, assinado por Bridget O'Connor e Peter Straughan, é baseado no romance homônimo de John Le Carré que em 1979 rendera uma série de televisão inglesa que não tinha a mesma verve deste filme. Gary Oldman é George Smiley, um personagem seminal da literatura do escritor. Em "O espião que sabia demais" ele é o centro das atenções ao desvendar uma trama complexa que começa com sua demissão humilhante.

O chefe do serviço secreto, Control (John Hurt), manda Jim Prideaux (Mark Strong) - seu enviado quando o assunto envolve sujar as mãos - investigar quem poderá ser o infiltrado nos altos escalões da agência. Poderia ser qualquer uma das pessoas com quem eles se relacionam - todos muito simpáticos e prestativos e, de cara, suspeitos exatamente por isso.

"A DAMA DE FERRO"
                                                                               Direção: Phyllida Lloyd
A atriz Meryl Streep vai interpretar a ex-primeira ministra inglesa em 'The iron lady' (Foto: Alex Bailey/Divulgação)Elenco: Meryl Streep, Jim Broadbent, Olivia Colman
Indicado aos Oscar 2012 nas categorias: atriz, maquiagem

 Sinopse: Exímia na atuação e no domínio de sotaques, Meryl Streep é certamente o grande trunfo do filme da britânica Phyllida Lloyd ("Mamma Mia!"), com roteiro de Abi Morgan, e no qual se demonstra mais preocupação com um tom intimista do que de fidelidade histórica.

O foco do enredo está na humanização de sua polêmica personagem, que governou a Inglaterra com mão de ferro entre 1979 e 1990, notabilizando-se por uma defesa estrita do monetarismo, da privatização de estatais, da flexibilização do mercado de trabalho e cortes de benefícios sociais, eliminando até o salário mínimo (restabelecido por Tony Blair em 1999 )








"OS HOMENS QUE NÃO AMAVAM AS MULHERES"

Direção: David Fincher
Elenco: Daniel Craig, Rooney Mara, Christopher Plummer
Indicado aos Oscar 2012 nas categorias: atriz, fotografia

Sinopse: A personagem Lisbeth Salander (Rooney Mara) se tornou um ícone cultural e sexual pós-ciberpunk de nossa era, e, ao menos tempo, uma garota frágil. Seu visual, às vezes, andrógino, que abusa dos piercings e roupas de couro preto, é um convite à curiosidade - mas, ao cair esse verniz externo, encontra-se uma garota fragilizada, desesperada em busca de proteção e, uma vez que não encontra isso, precisa se defender sozinha.

Rooney Mara em Millennium: os homens que não amavam as mulheres (Foto: Divulgação)Seu sucesso é bastante justificado - não apenas porque ela mostra-se capaz de penetrar nos computadores mais remotos e protegidos, enquanto boa parte da humanidade encontra dificuldade em lidar com a senha do e-mail, mas porque ela representa a fragilidade e força que existem dentro de cada pessoa. Na adaptação feita por David Fincher, Rooney Mara ("A rede social"), assim como a atriz sueca Noomi Rapace (que fez a personagem na trilogia original), encontra a dimensão humana exata dessa figura enigmática. É curioso como as duas intérpretes trilham caminhos um tanto diferentes para a mesma figura.

A trama estabelece um diálogo entre passado (nazismo) e presente (ciberespaço). O elo é um jornalista (Mikael Blomkvist, interpretador por Daniel Craig) que acaba de ser condenado por calúnia - mas esse veredicto, como ele tentará provar, é injusto.

"A SEPARAÇÃO"

Direção:
Asghar Farhadi
Elenco: Peyman Maadi, Leila Hatami, Sareh Bayat
Indicado aos Oscar 2012 nas categorias: roteiro original, filme de língua estrangeira

Sinopse: Sem reduzir-se a um drama de tribunal, as duas tramas do roteiro, assinado pelo diretor, esbarram num sistema judicial que evidencia a existência de um Estado autoritário, teocrático e machista, num contexto em que o poder de decisão dos personagens parece a cada momento escapar-lhe das mãos.

A história começa, abrupta e sem antecedentes, numa corte, em que o casal de classe média formado pela médica Simin (Leila Hatami) e o bancário Nader (Peyman Moadi) discute seu divórcio. Simin quer deixar o país e levar a filha única de 11 anos, Termeh (Sarina Farhadi). Nader alega que não pode abandonar o pai (Ali-Asghar Shalbazi), que sofre de Alzheimer. Desprezando a petição de Simin, o juiz nada resolve. O casal se divorcia e Simin ruma para a casa da mãe, permanecendo num impasse, já que a filha fica com o pai. Depois, contrata-se uma empregada, Razieh (Sareh Bayat), para cuidar do sogro.

Muito devota, Razieh entra em conflito com suas tarefas cotidianas, que incluem trocar e banhar o patrão idoso. Outros problemas familiares afloram. Seu marido, Hodjat (Shahab Hosseini), está desempregado, ela tem que levar para o trabalho a filha pequena (Kimia Hosseini). Um dia, Nader chega mais cedo em casa e descobre o pai sozinho e amarrado na cama. Por ter supostamente causado o aborto da empregada depois de um empurrão, Nader acaba processado. A partir deste novo round jurídico, emerge uma meticulosa discussão sobre a elaboração da verdade.

George Cloney - tudo pelo poder (Foto: Divulgação)"TUDO PELO PODER"
Direção:
George Clooney
Elenco: Ryan Gosling, George Clooney, Philip Seymour Hoffman
Indicado aos Oscar 2012 nas categorias: roteiro adaptado

 Sinopse: Em seu quarto filme como diretor, com "Tudo pelo poder", o ator George Clooney volta à política. Adaptando peça de Beau Willimon, também corroteirista, o filme retrata os bastidores de uma campanha política, no caso, de um governador democrata, Mike Morris (Clooney), tentando conseguir a indicação de seu partido para concorrer à Presidência.

Gosling, o verdadeiro protagonista da história, interpreta Stephen Meyers, porta-voz do governador Morris, assistente de seu chefe de campanha, Paul Zara (Philip Seymour Hoffman). Novato e idealista, Meyers veste a camisa do candidato, que vem seduzindo as massas por seu discurso igualitário e liberal.










"GATO DE BOTAS"

Direção:
Chris Miller
Indicado aos Oscar 2012 nas categorias: longa de animação

Cena do 'Gato de botas' (Foto: Divulgação)Sinopse: O personagem criado pelo francês Charles Perrault, no século XVII, ganha nova roupagem nessa história que combina vários contos de fada.

O roteirista Tom Wheeler mistura tudo - gato, ovo, feijões mágicos, gansa dos ovos de ouro - e cria uma história na qual o personagem principal é o Gato de botas (voz de Antonio Banderas, na versão original), um fora-da-lei mexicano, cheio de charme e mais cheio ainda de si, criado num orfanato. Seu plano no momento é roubar os feijões mágicos de Jack (Billy Bob Thornton) e Jill (Amy Sedaris), subir ao castelo do gigante nas nuvens e roubar alguns ovos de ouro. No meio do caminho, conhece Kitty Pata-Mansa (Salma Hayek), outra gata fora-da-lei com o mesmo objetivo.

"AS AVENTURAS DE TINTIM"

Direção:
Steven Spielberg
Elenco: Jamie Bell, Andy Serkis, Daniel Craig
Indicado aos Oscar 2012 nas categorias: trilha sonora original

Sinopse: A história mistura três aventuras escritas por Hergé entre 1941 e 1944. O jovem repórter Tintim (Jamie Bell, de "Billy Elliott") compra numa barraca de antiguidades um modelo de navio a vela, o Unicórnio. Segundos depois da compra, Tintim é assediado pelo misterioso Ivan Sakharine (Daniel Craig), que oferece uma alta soma pelo navio. Mas o rapaz não aceita.

Tintin (Foto: Divulgação)O navio esconde um segredo: dentro de seu mastro está uma das três partes de um tipo de mapa que leva a um tesouro perdido nos séculos. Sem saber de nada, Tintim tem a desagradável surpresa de encontrar seu apartamento arrombado e revirado.




Como os ladrões não encontraram o que queriam, o próprio Tintim será exposto ao perigo, sendo sequestrado por malfeitores num navio.






"LA LUNA"

Direção:
Enrico Casarosa
Indicado aos Oscar 2012 nas categorias: curta-metragem de animação



Sinopse: "La luna" "é uma fábula eterna sobre um menino que está crescendo em circunstâncias muito especiais". A projeção, com duração de pouco menos de sete minutos, se passa ao longo de uma noite - a primeira vez que o garoto acompanha o pai e o avô no trabalho. O trio sai pelo mar a bordo de um bote de madeira.
"Uma grande surpresa aguarda o pequeno à medida que descobre qual é o singular trabalho de sua família", continua o texto de divugação. "Será que ele deve seguir o exemplo do pai e do avô? Será ele capaz de encontrar o próprio caminho em meio as opiniões conflitantes de sua família e de suas tradições já desgastadas pelo tempo?"









LEIA TAMBÉM

0 comentários

>> Bem Vindos! Obrigada Pela Visita! Deixe Seu Recado Que Com Certeza É Muito Importante Para Mim! Volte Sempre!

Mais Lidos

CONTATOS/ANUNCIE

Dúvidas, sugestões, críticas, elogios e outros assuntos: Entre em contato através do formulário na aba Contato

Caso você queira anunciar seu site, produto ou serviço, peça o Media Kit do Cinco das Artes pelo email 5dasartes@gmail.com

ONDE COMPRAR

Seleção de Livros! Clique e confira.

PUBLICIDADE


Tecnologia do Blogger.