Bailar, bailar, quien nos vai parar??

21.12.10

Olá pessoal como estão?? Aqui estamos, semana de alegrias, contagem regressiva para a criançada, e porque não para alguns adultos também?? hehe. Bem o título pareceu um tanto estranho?? Não se preocupem ainda estamos no Brasil, porém hoje quero falar sobre uma coisa muito gostosa, e que depois de experimentarem pela primeira vez, acreditem não vão querer parar, a Salsa.





Podemos definir como um belo tempero, onde misturamos a outros condimentos e deixamos as comidas com um paladar maravilhoso, mas ... não é bem essa salsa que vamos falar. Vamos falar aqui sobre a Salsa, mistura de "Condimentos Musicais", partindo de sua base com o som cubano, e alguns condimentos para a melhoria, como o Merengue dominicano, a Cumbia Colombiana, o Jazz norte-americano, o Samba Brasileiro e outros ritmos musicais do Caribe.

A grande base da Salsa, o "son cubano", surgiu nos campos cubanos, na segunda metade do século XVIII, onde teve suas influências hispânica, francesa e africana. Desta combinação veio a boa mistura e começam aqui os passos da gran salsa, que no início do século XIX tornou-se gosto popular. Daí foi evolução, novos "temperos" foram acrescentados, a sua saída de cuba só trouxe mais temperos, e a cada nova mistura, mais se "calientava" o ritmo.


Tudo muito bom tudo muito bem, porém ate agora, falamos do ritmo, a questão aqui e que, sobre as origens da dança, não se sabe muito, calma pessoal não fiquem bravos, o fato e que a maioria dos pesquisadores são misticistas ou etnólogos, daí um pouco desta dificuldade, pois acabamos tendo descrição dos fatos feitos de diferentes maneiras serem imprecisas. Dizem que a dança surgiu no final do século passado, logicamente assim como a dança, em Cuba, aos pares soltos e com movimentos um tanto exagerados, e assim como o ritmo surgiu nos campos.

Daí então vejam que coisa interessante, a chegada dos Franceses ao oriente, significou uma grande modificação, o homem começava a tomar a mulher para dançar, e a mulher tomava posição de dança ao par, com a mão sobre o ombro e as coisas começavam a tomar forma (lembram do que comentei sobre fundamentos?? vejam só, os franceses não tinham essa musica nem esse ritmo, porém a dança não tinha uma estrutura, e depois de um introdução técnica, foram adaptados os "temperos" latinos e a dança) do que conhecemos hoje, com os passos marcados, com as bases e daí, os improvisos. Daí pra frente, podemos pensar na mesma linha de raciocínio, com a saída da dança e do ritmo de um lugar, vão passando e tendo suas "adaptações" aos costumes locais, ate o momento onde se padroniza uma base (lembram disso também??) e daí, fica tudo muito mais interessante, a divulgação segue e podemos chegar todos no mesmo ponto, na mesma salsa, no mesmo ritmo, com a mesma música e a bela dança.

Nos dias atuais (nossa pareceu coisa de Nacional Geografics ??..rsrs) temos uma ótima opção aqui em São Paulo, chamasse Rey Castro, onde podemos dançar e aprender bem ritmos latinos como a Salsa, Merengue e o tão comentado Zulk que tem chamado muito a atenção a alguns tempo, podemos também nos atualizarmos sempre através de um ótimo site sobre salsa, bem interessante e com ótimas opções, inclusive pra quem estiver sem muitos programas para o natal.





Bem pessoal fica aqui meu agradecimento pela atenção desta semana, espero que tenham gostado, podemos nos ver por ai a bailar, o que me dizem???


Abraços e até semana que vem, programação para ano novo heim!!!!!!


LEIA TAMBÉM

0 comentários

>> Bem Vindos! Obrigada Pela Visita! Deixe Seu Recado Que Com Certeza É Muito Importante Para Mim! Volte Sempre!

Mais Lidos

CONTATOS/ANUNCIE

Dúvidas, sugestões, críticas, elogios e outros assuntos: Entre em contato através do formulário na aba Contato

Caso você queira anunciar seu site, produto ou serviço, peça o Media Kit do Cinco das Artes pelo email 5dasartes@gmail.com

ONDE COMPRAR

Seleção de Livros! Clique e confira.

PUBLICIDADE


Tecnologia do Blogger.